segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Melhorar a Saúde Mental e Física – O Caminho do Yoga

Inúmeras pessoas sofrem de doenças mentais, incluindo depressão, ansiedade e esquizofrenia.

Muitas dessas pessoas encontram bastante dificuldade de acesso aos cuidados médicos necessários, mas os medicamentos ou tratamentos disponíveis podem não ser suficientes, resultando em um progresso insatisfatório.

Diante desta situação, entre outras coisas, várias pessoas com problemas de saúde mental recorrem a abordagens alternativas, como a ioga.

Como muitos de nós sabemos, a prática regular de yoga possui muitas vantagens. Além dos muitos benefícios físicos que vêm do treinamento, a prática da ioga também oferece a oportunidade de se livrar da depressão e pode ajudar a melhorar a saúde mental.

Yoga é a Melhor Opção?

A ioga consiste em exercícios físicos não competitivos envolvendo posturas sustentadas (chamadas asanas em sânscrito) combinadas com técnicas de respiração controlada e meditação.

Ao assumir posturas de yoga, os participantes se sentem mais enérgicos e ganham mais controle. Este aumento da sensação de energia leva a uma maior autoconfiança e a uma profunda sensação de satisfação.

Um estudo de Harvard e Columbia investigou a conexão entre atividade física e saúde mental, descobrindo que mais da metade dos pacientes com depressão eram capazes de reduzir seus sintomas com a prática regular de yoga.

Diversos centros de tratamento agora oferecem sessões de yoga para pacientes que sofrem de psicose e esquizofrenia. Esta abordagem ajuda os pacientes a aprenderem a se acalmar quando necessário.

A ioga ajuda a alcançar este objetivo desenvolvendo o aspecto do autoconhecimento. Várias correntes de yoga são utilizadas para ajudar as pessoas a lidar com a ansiedade e a depressão.

Parte da eficácia da ioga baseia-se em sua comprovada capacidade de aliviar o estresse e reduzir os níveis de cortisol. O estresse é muitas vezes um fator predominante que contribui para a depressão.

Para que uma pessoa possa relaxar no nível celular mais profundo, é necessário um esforço rigoroso para alcançar um estado de profunda calma e serenidade.

Práticas mente-corpo como a ioga, que se concentram na respiração profunda, rítmica e relaxante, tornam isso possível.

Coisas simples, como aprender a respirar profundamente e cultivar o controle da respiração podem ter um impacto gigantesco no humor de uma pessoa.

O Caminho do Yoga

O Efeito da Ioga

Além dos benefícios físicos e da ênfase na respiração, a ioga também inclui autoaprendizagem e introspecção.

Quer você esteja em um estado físico ou mental, ele pode ajudá-lo a encontrar clareza em todas as áreas da vida – trabalho, relacionamentos e até mesmo a capacidade de tomar tempo para si mesmo e aproveitá-lo ao máximo.

A ioga combina respiração, posturas e autoconsciência para gerar um ambiente de paz e tranquilidade, tanto externo quanto interno.

A ioga é capaz de tornar não só o corpo, mas também a mente mais flexível. A prática regular de yoga pode torná-lo mais calmo e relaxado em sua rotina diária e lhe dá a percepção e a força necessária para lidar com os desafios diários da vida sem se tornar ansioso ou estressado.

A Perseverança Mostra o Caminho

Para os iniciantes, a meditação pode ser uma forma de tédio, mas 10 minutos de concentração são suficientes para se conectar consigo mesmo, dar um passo atrás e ter uma visão holística.

Isto pode lhe dar a oportunidade de explorar múltiplas perspectivas e opções de ação, otimizar sua tomada de decisão e levar a ações bem pensadas.

A terapia de yoga também se mostrou útil para indivíduos com distúrbios alimentares.

Um estudo mostrou que a ioga ajuda as pessoas com distúrbios alimentares a melhorar suas atitudes em relação ao corpo, reduzir seus medos, tornar-se mais conscientes de seus sentimentos e administrar melhor suas refeições.

Isso explica por que a ioga está ganhando popularidade e que várias pessoas no Ocidente tenham adotado esta prática nas últimas décadas.

Yoga oferece a você um cuidado pessoal holístico: meditação, controle da respiração, asanas físicas e a antiga filosofia da yoga, que ajuda você a se recuperar da ansiedade e do estresse.

Porém, não é uma solução milagrosa e exige tempo e esforço.

É indicado praticar ioga por pelo menos 15 minutos por dia. Mesmo uma prática 3 a 5 vezes por semana pode levar a melhorias significativas.

O conteúdo Melhorar a Saúde Mental e Física – O Caminho do Yoga aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

terça-feira, 6 de outubro de 2020

Como Fazer a Bhujangasana – A Pose de Cobra

A ioga tem sido praticada desde os tempos remotos e ainda é bastante popular atualmente. A prática regular da ioga mantém o corpo saudável e pode prevenir várias doenças. Há diversas posturas de yoga, das quais Bhujangasana é uma das mais importantes.

Bhujangasana também é conhecida como sarpasana, cobra asana ou mudra de cobra.

Nesta postura, o corpo toma o formato de uma cobra

Bhujangasana é a terminologia da língua sânscrita, que é composta de duas palavras, a primeira das quais é Bhujang e a segunda é Asan. Aqui Bhujang quer dizer cobra e Asana significa postura de yoga.

Por isso é chamada também de postura de cobra.

Bhujangasana se enquadra na categoria de Hatha Yoga. Este asana é a oitava postura dos 12 passos da Surya Namaskar. Com esta postura os músculos de nosso corpo se fortalecem, a coluna vertebral se fortalece, eliminando até mesmo  as dores nas costas.

Pode também aliviar o estresse, ansiedade e a depressão, proporcionando uma profunda paz interior. Esta postura é muito benéfica para aqueles que querem ter um corpo magro.

O Jeito Certo de Fazer Este Asana

Para fazer a pose da cobra você precisa primeiro escolher um lugar limpo e arejado. Depois deitar-se no tapete, com a barriga para baixo.

  • Mantenha as duas pernas retas, as solas dos pés levantadas e os dedos dos pés juntos. Mantenha sua testa em uma posição relaxada no chão.
  • Garanta que ambos os pés e o calcanhar toquem um no outro.
  • Agora coloque as palmas das duas mãos debaixo do ombro e mantenha os dois cotovelos paralelos ao chão.
  • Depois de ter alcançado esta posição, primeiro respire fundo, segure-a com as duas mãos, levante a cabeça, depois o pescoço e finalmente o peito e a barriga.
  • Respire continuamente até que suas costas estejam arqueadas.
  • Perceba que apenas o corpo deve subir da cabeça ao umbigo e que o corpo deve descansar uniformemente no chão desde a extremidade inferior do umbigo até os dedos dos pés.
  • Se possível, mantenha suas palmas das mãos e braços perfeitamente retos e incline sua cabeça para trás.
  • Fique olhando para cima.
  • Esta postura é completa quando a cabeça, o pescoço e o peito são levantados acima da cintura como uma cobra.
  • Não exerça pressão sobre seus ombros durante este tempo, ainda que seus cotovelos estejam ligeiramente dobrados.
  • Agora, olhar para o céu pode dificultar que você respire por 5 a 10 segundos.
  • Se você não consegue parar de respirar, faça-o normalmente.
  • No começo, enquanto faz este asana, permaneça nesta postura por um tempo, mas aumente gradualmente a duração desta postura.
  • Uma vez que você iniciou a pratica deste asana, você não deve interrompê-lo. Se o fizer, é muito provável que você sinta dores nas costas e no pescoço.
como fazer Bhujangasana-pose da cobra

Bhujangasana  e os Benefícios

A prática de Bhujangasana parece ser simples para todos, mas no começo é muito dolorosa, requer prática regular. Este asana é praticado dobrando o pescoço e as costas, para que o corpo se beneficie com isso.

A postura de Cobra é considerada uma boa postura de yoga para a perda de peso, ajuda a eliminar a gordura de nosso corpo e também corrige a atividade metabólica.

Ótimo para as mulheres que têm problemas relacionados ao seu ciclo menstrual.

O principal benefício da Bhujangasana Yoga vai para as dores nas costas. Também pode aumentar a força e a flexibilidade da coluna vertebral.

Fortalece os músculos do peito, ombros, braços e abdômen.

Elimina as toxinas acumuladas em seu corpo.

Este asana ativa o pâncreas.

Além disso, este mudra ativa todo o corpo, estimula os órgãos internos e aumenta a circulação sanguínea.

Cuidados Necessários

Mulheres que estão grávidas, ou que têm uma costela ou pulso rasgado, ou que foram submetidas recentemente a uma cirurgia abdominal, como uma hérnia, devem evitar este asana.

Se você é um iniciante, pratique este asana sob a orientação de um instrutor de ioga.

Se você tiver um problema com hipotireoidismo, pratique este asana apenas depois que consultar um médico.

O conteúdo Como Fazer a Bhujangasana – A Pose de Cobra aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

Supta Padangusthasana – Ótimo Para Fortalecer as Articulações dos Joelhos

Nossos joelhos funcionam como um escudo protetor para cada movimento do corpo para irmos aos lugares que desejamos.

Sabemos que a prática da yoga não se trata somente de melhorar as habilidades físicas, mas também de bem-estar mental.

Razão pela qual hoje iremos falar sobre a Supta Padangusthasana e como ela pode ajudar a fortalecer as articulações do joelho, evitando o desgaste natural. Os asanas da ioga influenciam nossa mente de forma positiva, gerando um equilíbrio de pensamentos e emoções.

Em geral, o ser humano é guiado por seu ego, e com a ajuda de algumas posturas de ioga como “Supta Padangusthasana”, este processo de pensamento pode ser alterado.

Se você pratica “Supta Padangusthasana”, pode ser que você levanta a perna perto do peito sem pensar na eficácia da postura.

A ioga é útil para compreender e ouvir nosso corpo e viver um estilo de vida que nos ajuda a manter nosso estado mental e físico para trabalhar em seu nível ideal e alcançar certo equilíbrio. 

A ioga nos ensina a ouvir nosso corpo e experimentar os benefícios de uma postura a partir de uma perspectiva mais profunda. Veja agora alguns dos mais extraordinários benefícios à saúde proporcionados pela prática de Supta Padangusthasana

Benefícios do Supta Padangusthasana

  • A Supta Padangusthasana é útil para eliminar dores nas costas.
  • As pessoas que levam uma vida sedentária devem começar a praticar ioga porque seus corpos são mais rígidos do que os de outras pessoas que praticam ioga ou se movimentam. Isto melhora a circulação sanguínea e eleva a flexibilidade.
  • Várias pessoas sentam em uma postura incorreta e quando praticam Supta Padangusthasana, se preocupam em reduzir a tração na região lombar. Isto ajuda a diminuir a compressão excessiva devido à má postura.
  • A Supta Padangusthasana é praticada no chão (em um tapete de yoga) e neste asana os tendões das coxas são efetivamente esticados para trazer a pélvis de volta à posição. Esta prática deixa mais espaço para os músculos das costas e reduz a tensão nesta área.
  • Ativa  as glândulas prostáticas e aumentar a flexibilidade e o movimento ao abrir os flexores de quadril.
Padangusthasana beneficios

O Que é Uma Glândula Prostática?

Esta glândula está localizada nas extremidades inferiores do corpo e a glândula prostática parece uma pequena noz. Esta glândula desempenha um papel importante, especialmente no corpo masculino.

Ao praticar o Supta Padangusthasana, ele ajuda a criar uma pressão mais profunda sobre a glândula prostática ao esticar e pressionar as pernas em uma posição diferente, resultando em uma liberação hormonal mais suave.

Se a próstata está saudável, o resultado é um funcionamento suave e eficiente do corpo.

Mais Benefícios da Supta Padangusthasana

  • Alonga  músculos isquiotibiais, parte interna da coxa e panturrilha..
  • Indicado para o tratamento de dores artríticas nos joelhos e quadris.
  • Alinhamento da pélvis.
  • Ativar e massagear os órgãos do estômago, e isto ocorre  em quase todas as posturas de yoga.
  • Desintoxica o intestino e alivia as cólicas menstruais.
  • Fornece suprimento de sangue adicional a todos os órgãos como rins, fígado e pâncreas.

O conteúdo Supta Padangusthasana – Ótimo Para Fortalecer as Articulações dos Joelhos aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

domingo, 4 de outubro de 2020

Matsyasana – A Pose do Peixe

Na crença hindu é dito que Matsyasana pertence a uma das encarnações do DeusVishnu, que é o guardião do universo. Fala também, com certa frequência, que a terra se tornou corrupta e que a inundação varreria a terra por completo.

Vishnu assumiu o avatar de uma postura de pesca chamada Matsya e depois levou todos os diferentes sábios a um lugar seguro e assim preservou toda a sua sabedoria.

Este asana em particular, tem como objetivo ser ao mesmo tempo focado e resistente quando se sente desequilibrado, como Matsya que está preso e mantém a terra e o mar em equilíbrio.

É muito importante que você se certifique de que seu estômago e seus intestinos permaneçam vazios antes de fazer este asana especial. É aconselhável reservar algum tempo entre a última refeição e a atividade física e ter tempo suficiente para digerir os alimentos com facilidade.

Este asana também funciona melhor se você o praticar no período da manhã, porém, você também pode praticá-lo à noite.

Como Fazer Matsyasana?

como fazer pose do peixe Matsyasana

O primeiro passo é você se deitar de costas. Certifique-se de que suas pernas estão conectadas e suas mãos descansam confortavelmente ao lado do seu corpo.

Coloque as palmas das mãos debaixo dos quadris com as palmas de frente para o chão. Depois, junte os cotovelos e coloque-os também mais perto da cintura.

Suas pernas devem agora ser cruzadas para que seus pés sejam cruzados no meio e suas coxas e joelhos estejam descansando no chão.

Em seguida, inspire e levante o tórax para que sua cabeça seja levantada e a coroa toque o chão.

Certifique-se de que o peso de seu corpo repousa sobre seus cotovelos e não sobre sua cabeça. Ao levantar o peito, tente fazer pressão sobre as omoplatas.

Mantenha esta posição desde que ela seja confortável para você. Sustenha sua respiração normalmente.

Expire e depois solte esta posição levantando a cabeça e deixando seu peito cair no chão. Agora solte suas pernas e relaxe.

Dicas Importante

É melhor evitar esta posição em particular se você sofrer de pressão alta ou baixa. Os pacientes que sofrem de insônia e enxaquecas também precisam evitar esta postura.

No caso de uma lesão nas costas, é fortemente recomendado não tentar esta postura. Como iniciante, você pode sentir alguma tensão no pescoço ao praticar este asana.

Para evitar isso, você pode abaixar ligeiramente o peito ou até mesmo dobrar um travesseiro ou cobertor sob sua cabeça até que você se sinta realmente confortável nesta posição.

Benefícios da Pose do Peixe

  • Um texto tradicional fala que Matsyasana é “o inimigo de todas as doenças”.
  • Também ajuda a diminuir o peso corporal.
  • Matsyasana controla a circulação do sangue.
  • Pode restaurar a força da coluna vertebral e o equilíbrio geral do corpo e melhorar a postura.
  • O Matsyasana é abre o quadril. É destinado a pessoas com extensões de quadril profundas e cronicamente apertadas.
  • O Matsyasana também estimula o chakra do terceiro olho (Ajna chakra) e o chakra da garganta (Vishuddha chakra).
  • A Pose do Peixe representa poderosas batalhas contra a insônia e torna a glândula pineal forte para que você possa dormir bem à noite.
  • Ajuda contra a constipação, tensão ou estresse, doenças respiratórias e ansiedade.
  • Eleva a capacidade pulmonar.

O conteúdo Matsyasana – A Pose do Peixe aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

sábado, 3 de outubro de 2020

Salamba Sirsasana

Primeiro vamos traduzir este termo para o nosso bom e velho Português BR.

Salamba quer dizer “com apoio” (sa é “com” e alamba é “apoio”) e sirsa é “cabeça”

Então, vai ficar algo parecido com pose com apoio da cabeça, certo?

Este asana lhe proporciona coragem, força de vontade, concentração e autoconfiança.

O Que Você Precisa Saber

Você já experimentou fazer o Salamba Sirsasana, mas não funcionou do jeito que você queria? Aqui, desejo lhe mostrar em três passos como obter um pouco mais de segurança neste asana.

Antes de começarmos, alguns conhecimentos básicos sobre o Salamba Sirsasana, em sânscrito:

  • Salamba = unterstützt
  • Shirsha = Kopf
  • Asana = Haltung

Em português:

  • Salamba = apoiada
  • Shirsha = cabeça
  • Ásana = postura

É necessário um pouco de coragem e confiança para realizar esta pose com precisão. Especialmente porque falam que o Salamba Sirsasana possui vários pontos negativos, no pior dos casos, você pode até se machucar.

É ainda mais importante usar o bom senso e prestar atenção ao que seu corpo diz.

Se você olhar cuidadosamente enquanto pratica, você vai perceber que já aprendeu muito para esta postura invertida no básico (endireitar, afastar os ombros das orelhas, esticar e segurar a coluna cervical – deve ser possível fazer isto de um ângulo diferente).

Porém, é sempre indicado praticar regularmente asanas gerais a partir de uma posição de base fixa. Estes são exercícios permanentes que preparam o seu corpo.

Pode ser que essa postura funcione melhor para você se você não a forçar muito. Já ouvi relatos de pessoas que queriam realmente ser capaz de ficar de pé sozinho.

Talvez, a escolha consciente é você aguardar uma média de seis meses e concentrar-se em todos os outros asanas e só então voltar a prática do Salamba Sirsasana, certamente você estará mais forte e conectado consigo mesmo. Conhecendo todos os seus limites e possibilidades.

O Salamba Sirsasana é uma postura de ioga desafiadora que possui várias qualidades positivas: desenvolvemos coragem, treinamos nossa concentração e memória, fortalecemos nossa força de vontade e nossa autoconfiança.

A criatividade é aguçada. Além disso, este asana tem um forte efeito rejuvenescedor porque pelo fato de durar mais tempo e criar mais circulação na cabeça, promovendo o equilíbrio.

O apoio de cabeça é uma bênção para a coluna vertebral, pois é idealmente alinhado – se feito corretamente. As veias das pernas se tornam mais leves.

Para Quem é Recomendado?

Pode ser que você veja o Salamba Sirsasana sendo apresentado como uma posição básica com um nível de dificuldade 4 de 60 (o mesmo nível de dificuldade que Utthita Parshvakonasana).

Pergunte a qualquer praticante de yoga experiente e ele certamente lhe responderá que náo pensa dessa forma, ainda que aprecie Iyengar e sua técnica. Todos os iniciantes são completamente “esmagados” por ela e mesmo aqueles que praticam regularmente atingem rapidamente seus limites.

Compreender o Salamba Sirsasana talvez não tão simples para nós, ocidentais.

Porque muitas vezes nos sentamos, seja no carro, no escritório, em nossa mesa ou em frente ao computador, até mesmo conversamos ao telefone com o telefone entre nossos ouvidos e ombros, nos curvamos e nos deitamos no sofá depois do trabalho, isso para mencionar apenas alguns dos costumes gerais.

Em resumo, o que acontece é o seguinte: A coluna vertebral cede, os músculos se apertam, a postura natural se torna tensa. O resultado é a dor.

Se você está familiarizado com o que mencionei acima, indico fortemente que pratique ioga regularmente!

Isto esticará, torcerá e revitalizará a coluna vertebral e o pescoço, além de fortalecer os músculos ao redor da coluna vertebral. Você terá mais flexibilidade novamente. Não é à toa que muitas pessoas dizem que depois de uma aula de ioga você se sentirá 5 cm mais longo e mais ereto.

O apoio de cabeça é adequado para qualquer pessoa que tenha praticado regularmente durante 1 ano com um instrutor de ioga bem treinado e não tenha nenhuma lesão na coluna cervical.

Outros Benefícios Deste Asana

 O Rei: O Salamba Sirsasana é conhecido como o “rei dos asanas”. Como podemos perceber:

Ao nascer, geralmente a cabeça sai primeiro, depois os outros membros. O crânio envolve o cérebro, que controla o sistema nervoso e os sentidos.

O cérebro é a sede da inteligência, do conhecimento, do discernimento, da sabedoria e do poder. É a sede da alma.

No Bhagavad-Gita é dito: “Harmonia (sattva), atividade (rajas) e indolência (tamas), são as qualidades da natureza. Eles estão rapidamente unidos, ó grande Arjuna, no corpo aqui o espírito, o imortal.

Em resumo: o exercício regular tem um efeito rejuvenescedor sobre as células cerebrais, porque mais sangue flui para elas. Os pensamentos provavelmente se tornarão mais claros e a mente mais alerta.

O sistema imunológico é reforçado e os pulmões são ventilados por baixo. Isto significa que a sensibilidade a resfriados, tosse ou amigdalite reduz. O corpo retém seu calor. A formação de hemoglobina no sangue é bastante melhorada.

Evita a constipação. Você provavelmente notará que com a prática regular e correta, o Salamba Sirsasana cria equilíbrio e fortalece sua autoconfiança.

Aprenda fazer também yoga para os olhos.

O conteúdo Salamba Sirsasana aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

O Que é Trikonasana e Quais Seus Benefícios?

O significa ao pé da letra é Triângulo triangular. Ásana – Pose; em sânscrito: त्रिकोणासन; escrito como – trih-koh-nah-sah-nah

Este asana é como um triângulo. O nome vem da palavra sânscrita त्रिकोण (tricone), que significa triângulo, e आसन (asana), que quer dizer atitude.

Este asana é conhecido por esticar os músculos e melhorar as funções corporais normais. Ao contrário da maioria dos outros asanas da ioga, é preciso que você mantenha os olhos abertos enquanto pratica para manter o equilíbrio.

O que você precisa saber antes de praticar um asana

Como com outros asanas de yoga, é necessário que o estômago e os intestinos estejam vazios quando se pratica asanas.

Certifique-se de que haja pelo menos quatro ou seis horas entre a alimentação e a prática. Isso lhe dará tempo suficiente para digerir os alimentos e gerar energia para o exercício.

As manhãs também são excelente para a prática do yoga. Porém, se você não pode praticar ioga pela manhã, a noite também é um bom momento.

Características

  • Nível: Iniciantes
  • Estilo: Vinyasa
  • Duração: 30 segundos
  • Repete: 3-5 em cada perna…
  • Forças: tornozelos, coxas, joelhos…
  • Alongamento: tornozelos, virilha, coxas, ombros, joelhos, quadris, panturrilhas, cordas cervicais, peito e coluna vertebral.
asana

Como fazer Trikonasana

  • Fique de pé e abra suas pernas a cerca de um metro de distância, aproximadamente.
  • Certifique-se de que seu pé direito esteja em um ângulo de 90 graus para fora e seu pé esquerdo esteja em um ângulo de 15 graus.
  • Alinhar o centro do calcanhar direito com o centro do arco do pé esquerdo.
  • Lembre-se de que seus pés estão descansando no chão e seu peso está uniformemente distribuído sobre ambos.
  • Respire fundo e, ao exalar, dobre seu corpo para a direita de seus quadris inferiores, certificando-se de que sua cintura esteja reta. Levante sua mão esquerda e deixe sua mão direita tocar o chão. Ambos os braços devem formar uma linha reta.
  • Dependendo de seu nível de conforto, coloque sua mão direita sobre a perna, tornozelo ou pé direito no chão. Onde quer que você coloque sua mão, tenha cuidado para não desalinhar os quadris de sua cintura. Verifique rapidamente sua mão esquerda. Deve ser esticado em direção ao teto e alinhado com o ombro superior. Deixar a cabeça em uma posição neutra ou virá-la para a esquerda com os olhos fixos na mão esquerda.
  • O corpo deve ser dobrado para os lados e não para frente ou para trás. O peito e a pélvis precisam estar bem abertos.
  • Estique-se o máximo possível e concentre-se na estabilização de seu corpo. Respire fundo e profundamente. Procure relaxar ainda mais seu corpo a cada exalação.
  • Inspire e levante-se. Relaxe suas mãos sobre o quadril e endireite seus pés.
  • Repita com sua perna esquerda.

Vantagens do Trikonasana

Veja as incríveis qualidades do Trikonasana.

  • Ele fortalece os joelhos, tornozelos, pernas, peito e ombros.
  • Estica completamente e abre a virilha, quadris, tendões, assim como o peito, as costas e os ombros.
  • Eleva a estabilidade física e mental.
  • Melhora a digestão e estimula todos os órgãos abdominais.
  • Ajuda a diminuir a dor nas costas e a dor ciática. Também serve como terapia para pés chatos, osteoporose, dores no pescoço e infertilidade.
  • Reduz o estresse e cura a ansiedade.

Recomendações Para Iniciantes

Aqui estão algumas dicas úteis que você pode usar como um iniciante.

Para iniciantes, pode ser uma ótima ideia travar a parte de trás do calcanhar ou a parte de trás da parte superior do corpo contra a parede para manter uma postura estável.

Garanta que suas costas estejam perfeitamente retas durante as asanas.

E torça seu corpo, não o torça ao longo de seus quadris.

Existe Uma Ciência Neste Asana

Este asana faz você perceber o quanto suas pernas são graciosas e poderosas. Quando você se sente conectado à metade inferior do seu corpo, Trikonasana pode reacender sua fé nas maravilhas da “parte inferior”.

Este asana incentiva a expansão, a estabilidade e a igualdade. Estes são os três princípios físicos da hatha yoga.

Como muitos outros, é uma combinação de diversos elementos. Ele inspira força e estabilidade nas pernas e pés além de expandir o tronco. Quando os braços e pernas são estendidos, a igualdade (a mesma) é criada no corpo.

Ao equilibrar as pernas, braços e parte superior do corpo, o cérebro se torna autônomo e estável. Quando o cérebro se estende até a borda do corpo e volta sua atenção para dentro, a verdadeira experiência de yoga, ou unificação, inicia.

O conteúdo O Que é Trikonasana e Quais Seus Benefícios? aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Os Benefícios da Ioga Na Cadeira

Se até hoje você evitou a ioga porque se sente intimidado pelas posturas complexas que costumamos ver na internet, você pode se surpreender ao descobrir todos os benefícios de praticar yoga em uma cadeira.

A ioga, ao longo do tempo, tem mostrado melhorar a saúde em geral. Não é à toa que pode beneficiar a todos, especialmente aqueles com problemas de mobilidade e idosos. Se você procura uma prática para melhorar o seu sono, recomendo o yoga nidra.

E este é foco principal deste artigo, então, se você gostar, pode compartilhar com aquela pessoa que você sabe que vai gostar de ler isto.

1 – Mais Força

À medida que você ganha força, você será capaz de aproveitar melhor seu tempo livre e suas atividades diárias por muitos anos sozinho. Diga-se de passagem, muita gente não gosta muito de ficar dependendo da vontade alheia.

2 -Mais Flexibilidade

Yoga na cadeira pode ajudar pessoas com problemas de mobilidade a fazer coisas que antes não eram capazes de fazer, como esticar para amarrar cadarços ou levantar objetos.

3 – Propriocepção Melhorada

Propriocepção é a capacidade de saber onde seu corpo está no espaço e de coordenar com precisão seus movimentos. Isto é especialmente importante para evitar quedas, seja durante a prática de ioga ou a qualquer hora, em qualquer lugar.

4 – Diminui o Estresse e Melhora Clareza Mental

A yoga na cadeira pode reduzir os efeitos de doenças bem como dores crônicas. É capaz também de ajudá-lo a lidar com a sensação de isolamento.

Quando você está mais calmo e relaxado levará inevitavelmente a uma maior sensação de felicidade e bem-estar, o que pode beneficiar a todos!

Os Benefícios da Ioga Na Cadeira

5 – Oportunidades Para Conhecer Pessoas

Participar de aulas de yoga na cadeira também lhe dá a oportunidade de fazer novos amigos. Funciona também como uma terapia, você experimenta vários benefícios quando a toma a decisão de praticar essa vertente da ioga.

6 – Lida Melhor Com o Estresse e a Dor

A prática de yoga na cadeira (e ioga em geral) envolve trabalho respiratório que pode ajudar as pessoas não só a lidar com o estresse, mas também a lidar e superar a dor. Isso porque você consegue estabelecer uma conexão profunda com o seu Eu Interior, o que gera um autoconhecimento de si mesmo.

7 – Uma Introdução Inofensiva ao Yoga

Se você se considera muito ativo, mas é novo no yoga, então o yoga na cadeira é para você.

Você não precisa se preocupar com a forma como irá andar no chão. E você aprenderá a “linguagem” da ioga, que o ajudará a se sentir confortável quando decidir mudar para uma prática de ioga mais tradicional.

Os comentários mais comuns que vemos das pessoas que praticam essa modalidade de yoga, é que eles dormem melhor, dirigem melhor… …e sentem que estão fazendo algo realmente bom para si mesmos.

Eles apenas se sentem mais saudáveis, o que podemos atribui ao aumento da circulação e estimulação linfática. E eles descobrem que podem relaxar mais do que jamais pensaram ser possível em toda a sua vida.

O conteúdo Os Benefícios da Ioga Na Cadeira aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Ashtanga Yoga

Ashtanga Yoga é um tipo de yoga que foi desenvolvido e fundado por K. Pattabhi Jois.

Este tipo de yoga é conhecido como Os Oito Membros do Yoga, que foi baseado nao conceito de massa de Pattabhi Jois.

Ele demonstrou que o caminho da purificação consiste em oito práticas espirituais.

Os primeiros quatro membros que representam Ashtanga Yoga são Yama, Niyama, Asana e Pranayama.

Elas são consideradas práticas de purificação corrigidas externamente.

Os demais grupo de membros – Pratyahara, Dhyana, Dhana – são práticas internas.

Exige Experiência

Estas extremidades só podem ser corrigidas aplicando o método de Ashtanga Yoga corretamente. Este tipo de yoga é considerado complexo e requer uma experiência por parte do praticante.

K. Pattabhi Jois afirmou que não é possível praticar esses Oito Membros e suas demais práticas externas, que incluem niyama e yama.

O corpo precisa ser forte o suficiente para realizar estas práticas.

Se o corpo for fraco e os sentidos não funcionarem bem, o treinamento não terá nenhuma utilidade para o praticante.

A filosofia aplicada por K. Pattabhi Jois é lembrar que depois de praticar Ashtanga Yoga, o corpo melhora e se torna mais forte e saudável.

O Estilo Vinyasa e Tristhana

Vinyasa é um estilo que distingue Ashtanga e seus princípios dos outros. Vinyasa é o movimento e a respiração que serve para a purificação interior. Cada movimento é acompanhado de uma única respiração.

O suor é o produto mais importante da Vinyasa.

Se você produz suor, isso significa apenas que você está praticando com sucesso. Quando você executa um asana, seu corpo produz calor que ferve o sangue e remove as toxinas do seu corpo.

As toxinas estão em seu suor. Portanto, quanto mais suor você produz, mais toxinas você libera.

Estas posturas de yoga são utilizadas para o desenvolvimento completo da força e da saúde do corpo. Várias práticas tornam isso possível.

o que e asthanga

A Ashtanga Yoga usa três poses.

Estas três poses são classificadas em diferentes níveis.

  • A primeira é a série primária, que visa tanto nivelar quanto desintoxicar o corpo.
  • A segunda é a Série Intermediária, que abre e purifica os canais de energia que entram no processo de purificação do sistema nervoso.
  • A última série é a Série Avançada de A a D. Esta série mede graça e força.

Tristhana é outro princípio da Yoga, que é a união dos três lugares de ação e atenção.

A primeira é a postura, a segunda é a técnica de respiração e a última é o foco dristhi (olhar concentrado). Estes três lugares têm que trabalhar em conjunto para cumprir esta função.

As técnicas de respiração são sincronizadas e simultaneas.

É importante tomar fôlego para um movimento. A respiração Ujayi (Respiração Vitoriosa) é uma técnica de respiração usada em Ashtanga Yoga.

O uso desta técnica deve ser estendido após cada exercício. O que você precisa dominar é manter sua postura por mais tempo enquanto prende sua respiração.

É um exercício respiratório surpreendente que aumenta o fogo interno e fortalece o sistema nervoso.

Tanto Ashtanga quanto Tristhana se concentram na respiração dristhi (olhar concentrado). Dristhi é descrito como o ponto onde você recebe sua atenção ou concentração quando executa asanas. Isto o ajuda a esclarecer e estabilizar sua mente.

A atitude da mente em relação à pureza e purificação só pode ser alcançada através da yoga de oito membros ou da Ashtanga yoga.

Venha conhecer o melhor e mais completo Treinamento Online de Yoga, Clique Aqui para ler o artigo!

O conteúdo Ashtanga Yoga aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

O que é Yoga Nidra?

Yoga Nidra – também conhecida como yoga para dormir- é uma prática de meditação consciente e relaxamento projetada para proporcionar amplo relaxamento físico, mental e emocional.

Talvez, na primeira vez que você for praticar o Yoga Nidra você esteja ao mesmo tempo cético e curioso.

Porém, essa prática pode te colocar num estado de total relaxamento e felicidade, e ao explorar a prática ao longo dos anos, sentirá alguns de seus profundos benefícios.

Vamos agora, ver como a Yoga Nidra pode transformar completamente a sua vida?

Os benefícios do Yoga Nidra

Como disse anteriormente, a Yoga Nidra é relaxante, restauradora e regeneradora, capaz de proporcionar os seguintes benefícios aos seus praticantes.

  • Diminuir insônias
  • Acalmar os medos
  • Redução do estresse
  • Eleva a consciência e a atenção
  • Alivia a dor crônica e dependência química
  • Proporcionar sentimentos de paz, calma e clareza
  • Transforma hábitos negativos, comportamentos e modos de pensar
  • Porém, você poderia pensar: “Isso se parece muito com meditação”.

A diferença entre meditação e Yoga Nidra

Em diversos aspectos, a Yoga Nidra é semelhante à meditação. Os benefícios são parecidos e as razões pelas quais as pessoas praticam Yoga Nidra são semelhantes.

Entretanto, há diferenças claras, como as citadas a seguir:

Meditação

Postura física: A meditação é normalmente uma prática sentada na qual o corpo está confortável, mas sempre em uma posição vertical e alerta.

Atenção: Durante a meditação, direcione conscientemente sua atenção para uma âncora – como uma respiração ou mantra – embora existam muitos tipos de meditação, incluindo várias formas de meditação guiada que ajudam você a se concentrar.

Estados de Consciência: Na meditação, as pessoas podem experimentar vários estados de consciência durante a mesma meditação.

Muitos permanecem no chamado estado de despertar da consciência, que é o estado de consciência onde a maioria de nós humanos passamos a maior parte de nossas horas de vigília.

Há várias técnicas de meditação que o levarão à consciência transcendental e além dela, a estados de consciência mais elevados.

beneficios da yoga nidra

Yoga Nidra

Postura física: Nidra Yoga é normalmente praticada deitada, para que você possa se deixar ir completamente. Adereços, almofadas e cobertores são bastante utilizados, bem como qualquer coisa que possa ajudá-lo a alcançar uma posição totalmente confortável.

Fique atento! Uma prática típica da Yoga Nidra é fortemente orientada e direciona sua atenção para áreas específicas por meio de uma série de passos.

De váriasmaneiras, as instruções específicas tornam o relaxamento mais fácil do que a meditação.

Estado de Consciência: Durante a prática do Yoga Nidra, você passa a um estado de sono profundo e consciente. Você não está mais no estado de vigília da consciência, mas passa do estado de sonho da consciência para o estado de sono profundo.

Porém, sua mente está realmente desperta, e é por isso que muitas vezes falamos sobre o estado entre o sono e o despertar. Este é motivo pelo qual o Yoga Nidra é tão regenerativo para o corpo.

Em ambas as práticas, a mente é consciente; na Yoga Nidra, o corpo está em um estado mais tranquilo.

Se você quer explorar uma prática de relaxamento (e acima de tudo quer colher os benefícios), tente ambas as práticas para encontrar a que mais lhe convém. Você pode descobrir que diferentes humores ou situações requerem práticas diferentes.

Caso você seja iniciante na meditação e se sente frustrado ou tem dificuldade em meditar, a Yoga Nidra pode ser um bom ponto de partida.

Como funciona a Yoga Nidra?

Ainda que existem várias maneiras diferentes de ensinar e praticar Nidra Yoga, a maioria das práticas envolve diferentes estágios de relaxamento do corpo, da mente e das emoções.

Estas etapas podem incluir (mas não estão limitadas a)

Intenção

  • Conscientização do corpo
  • Consciência da respiração
  • Consciência emocional
  • Ver
  • “Acorda” ou reintegração

Cada passo deve levar você a um estado de consciência alterado – o estado entre o sono e o despertar – no qual você está plenamente consciente, mas no qual seu corpo e sua mente estão completamente em paz e  em profunda serenidade.

Quando você inicia sua prática de Yoga Nidra estabelecendo uma intenção consciente, e então deixa ir e permite um profundo relaxamento do corpo, mente e emoções, sua mente inconsciente se abre para novas formas de pensar, curar e realizar suas intenções conscientes.

Portanto, quer você queira experimentar o Yoga Nidra para relaxar e se livrar do estresse, quer você queira acessar mudanças verdadeiramente positivas em sua vida, a prática pode ajudá-lo a atingir seus objetivos.

Se você quiser experimentar agora, assista este vídeo e sinta o poder do relaxamento profundo.

O conteúdo O que é Yoga Nidra? aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Benefícios e Importância de Adho Mukha Svanasana

Adho Mukha Svanasana significa Postura do cachorro olhando para baixo.

Quando pegamos cada palavra neste asana e procuramos seu significado, ela se torna uma palavra muito simples. “Adho Mukh” significa para baixo, e “Svana” significa cão.

Isso significaria a postura de um cão apontando para baixo. Esta posição se adapta a um cão que estende suas pernas para frente e para trás.

É por isso que este nome foi anexado a este asana.

Muitos asanas têm seu próprio significado e este asana pode ser descrito como um dos mais freqüentes. Como todos sabemos, cada asana da ioga tem suas vantagens para os problemas específicos ou ocultos que enfrentamos.

A maioria das posturas erguidas que temos demonstrado têm um lado bom, que quando executadas regularmente pode melhorar muito sua saúde.

O truque para fazer cada asana é levá-la devagar e com firmeza.

Cada movimento deste asana tem que ser realizado com a devida precisão. A inalação e a exalação durante a realização deste asana é muito importante.

Estes exercícios respiratórios ajudam a expandir os músculos abdominais, o que ajuda a rejuvenescê-los.

cachorro olhando para baixo asana

Sua Semelhança Com Outros Asanas

Este asana pode ser semelhante ao da Saudação ao Sol, pois estica os braços, as mãos, tendões, panturrilhas e pés. O fortalecimento de todos esses músculos torna-se parte integrante desse asana.

Você pode tentar diferentes variantes deste exercício porque seria muito útil para as mulheres que têm problemas com seu ciclo menstrual. A dor menstrual é reduzida, o que a torna muito útil para todas as mulheres.

É um dos melhores asanas para se fazer quando se está cansado e falta completamente a alegria de viver. Este asana pode ajudá-lo a recuperar a agilidade e o vigor que você perdeu toda a sua vida.

Para atingir este objetivo, a prática regular deste asana com o devido equilíbrio e conhecimento o ajudará a ser feliz e pacífico.

Para os iniciantes que não são capazes de lidar com este asana na primeira tentativa, eles podem tentar com uma corda, uma parede ou um travesseiro.

Isto pode parecer fácil para muitos, mas uma vez que você começa a fazer este asana, você pode entender a complexidade envolvida.

Ter um parceiro pode ser muito útil. Isto pode ajudá-lo ou orientá-lo a fazer este asana de uma maneira melhor. Ter um parceiro pode facilitar o posicionamento correto dos asanas.

Adho Mukha Svanasanaa tem muitos benefícios para nós. Ele ajuda a energizar nosso corpo e pode facilmente ajudar a ter uma visão positiva da vida.

Um estado de paz e equilíbrio completo pode ser alcançado com este asana. O sistema digestivo é estabilizado enquanto se realiza este asana.

Ele também ajuda a aliviar dores de cabeça, bem como problemas de coluna e outros problemas de saúde. Também impede o desenvolvimento da osteoporose. É muito útil e bom também para os pés. Se você sofre de dores de cabeça, evite este asana.

O conteúdo Benefícios e Importância de Adho Mukha Svanasana aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

domingo, 13 de setembro de 2020

Construindo Braços Mais Fortes Praticando Ioga

No outro dia eu estava no trabalho e um de meus colegas que estava fazendo aulas de ioga começou subitamente a levantar um haltere de 20 quilos que ele tinha em sua mesa.

Como ele faz isso com frequência, perguntei-lhe por quê estava levantando todo aquele peso, e sua resposta foi:

“A verdade é que minha aula de yoga não faz nada pelos meus braços”.

Olhei para ele, intrigado, e felizmente para mim, ele tinha um rascunho de um livro com fotos de algumas poses de equilíbrio de yoga e questionei se ele as havia experimentado alguma vez ou se as conhecia.

Para minha surpresa, ele disse que não e agora insiste que eu as mostre a ele.

Então eu me perguntava quantos outros entusiastas da ioga pensam que a ioga não é adequada para desenvolver a força do braço.

Se você faz parte deste conjunto de pessoas, saiba que nada poderia estar mais longe da verdade.

A ioga é excelente para desenvolver força nos braços, e embora você nunca verá seus bíceps saindo das mangas da camisa, eu diria que você verá um aumento na força e resistência dos braços que não pode acontecer com outras formas de exercício.

Além disso, alguns exercícios básicos como flexão, por exemplo, são muito semelhantes à yoga.

Saudação ao Sol

Se você quiser aumentar a força de seus braços praticando yoga, acho que os melhores exercícios para praticar são, antes de mais nada, a saudação ao sol.

Nas minhas práticas de yoga, quando tive dificuldade em manter posturas duradouras como a pose da roda, arco, pavão e corvo – com suas variações – por um período de tempo bastante longo (por exemplo 90 segundos ou mais), percebi, por pura coincidência, que ao elevar o número de voltas das saudações ao sol acima mencionadas (exercícios) para pelo menos 24 voltas regulares, consegui manter cada uma das poses acima mencionadas por um período de tempo maior.

Logo, é possível concluir que isto se deve ao fato de que os músculos se aquecem com este exercício poderoso.

Uma combinação de posturas sistemáticas para demandas moderadas ou fortes de outra forma.

Além disso, quando comecei a acrescentar os push-ups hindus (um derivado direto da ioga, pois é essencialmente um cão e uma cobra posando para baixo repetidos um após o outro) como uma alteração espaçada de ritmo durante a prática, as mesmas saudações ao sol aumentaram e muito a minha resistência física.

Construindo Braços Mais Fortes Praticando ioga

Quais Poses São Recomendadas

Enquanto que, além das saudações ao sol (mais de 24 voltas), as outras poses que seriam preferíveis para aumentar a força do braço seriam as seguintes:

  • A pose das rodas
  • Postura plana inclinada
  • Postura do arco
  • As diferentes variantes de poses do pavão
  • As diferentes variantes de pose do corvo

Vale mencionar, que, até mesmo a simples alongamentos do ombro, se feita em conjunto com as contraposições – a ponte e a pose do peixe – pode certamente ser útil no uso da ioga para aumentar a força do braço.

Você sabe que cada uma dessas posturas também é excelente para fortalecer os músculos abdominais e, em alguns casos, proporcionar uma massagem profunda dos tecidos dos órgãos viscerais.

E agora, você ainda acha que simplesmente levantar haltere pode fazer tudo isso por você?

Portanto, da próxima vez que você pensar – como meu colega – ou conhecer alguém que acha que a yoga não é capaz fazer muito pelos seus braços, diga-lhe apenas para praticar as poses acima, além das maravilhosas saudações ao sol.

Será um caso clássico de “tentar é acreditar”. Experimente esta sugestão e você verá um aumento quase garantido na força do braço em um período de tempo muito curto através da prática constante de ioga.

O conteúdo Construindo Braços Mais Fortes Praticando Ioga aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

terça-feira, 8 de setembro de 2020

6 Mitos Sobre a Ioga

Sabemos que existem vários “tipos de ioga” no mundo atualmente, dos quais, poucos tem a ver com o que a ioga realmente é. Neste artigo veremos alguns dos mitos espalhados em grande escala por aí.

Mito 1: A Yoga Originou-se do Hinduísmo

A ioga é uma ferramenta disponível a qualquer pessoa que esteja disposta a usá-la em sua vida. Se a ciência da ioga tem sido chamada de hindu por determinadas pessoas, é porque ela cresceu nesta cultura, por isso foi naturalmente associada ao estilo de vida hindu.

A palavra “hindu” vem do termo “Sindhu”, que é um rio.

O hinduísmo não é um “ismo”, não se trata de uma religião, assim como o yoga. Trata-se de uma identidade geográfica e cultural.

Mito 2: A Ioga é a Respeito de Posturas Impossíveis.

Quando falamos em “yoga”, grande parte das pessoas no planeta só imagina os asanas.

De todas as diferentes coisas que a ciência da ioga explora – quase todos os aspectos da vida – o mundo de atualmente optou por representar a ioga somente no aspecto físico.

No sistema iogues, é dada muito pouca importância aos asanas. Para pouco mais de duzentos Yoga Sutras, somente um sutra é dedicado aos asanas.

Porém, hoje em dia este sutra prevaleceu sobre todos os outros.

Basta observar como a hatha yoga é praticada no mundo. A prática como você a vê, sua mecânica, é simplesmente do corpo.

O sistema yogic é uma manipulação sutil de seu sistema para permitir que ele se eleve a um nível diferente. Yoga significa aquilo que lhe permite alcançar sua natureza superior. Cada asana, cada mudra, cada forma de respirar – tudo – está orientado para isso.

Mito 3: Yoga é Um Esporte Como Qualquer Outro

Para aqueles que estão procurando fitness, se quiser, é melhor ir jogar tênis ou fazer caminhadas nas montanhas.

A ioga não é um exercício, ela possui outras dimensões. Outra dimensão da aptidão física… sim, você ganha saúde com isso, porém, não com os abdominais frenéticos.

Aquele que pratica yoga para queimar calorias ou tonificar seus músculos, claramente está no jogo errado.

A ioga deve ser praticada de forma muito sutil e suave, não de forma muscular, pois não é um exercício.

O corpo físico é dotado de toda uma estrutura de memória. Se você deseja ler este corpo físico, tudo está escrito neste corpo.

Quando fazemos um asanas, abrimos essa memória e tentamos reestruturar esta vida em uma possibilidade definitiva.

Se hatha yoga é lecionado na atmosfera adequada, é um processo fantástico de formar seu sistema em um recipiente fantástico, um dispositivo extraordinário para receber o Divino.

Mito 4: Faz Pouco Tempo Que o Yoga Se Tornou Conhecido Em Todo Planeta

Acho que nunca houve um organismo focado na sua divulgação, porém, ele continua vivo e a disposição de todos.

  • Milhões de indivíduos a praticam, mas de onde ela vem?
  • Quem é o verdadeiro criador da yoga?

É uma longa história e a verdade que vem de tempos remotos e torna difícil precisar com exatidão a fonte real.

Na cultura iogica, Shiva não é conhecido como um Deus, mas como o Adiyogi ou o primeiro yogi – o pai da ioga, sendo o primeiro a plantar esta semente na mente humana.

A primeira parte dos ensinamentos de Shiva foi dada a Parvati, sua esposa. O segundo bloco de ensinamentos de yoga foi direcionado aos primeiros 7 discípulos.

Isto ocorreu nas margens do Kanti Sarovar em Kedarnath, dando origem ao primeiro programa de ioga no mundo.

Passados vários anos, quando a divulgação da ciência da ioga foi concluída, ela deu origem sete seres totalmente iluminados – os sábios que são conhecemos como Sapta Rishis, e que são adorados e admirados na cultura indiana.

Shiva agregou diferentes aspectos da yoga em cada uma dessas sete pessoas, e esses aspectos se tornaram as sete formas básicas de yoga. Felizmente, a ioga tem mantido estas sete formas diferentes.

Mito 5: As Famosas Músicas de Yoga

Evite sempre um espelho ou música quando se pratica asanas. A Hatha yoga exige algum envolvimento do corpo, da mente, da energia e do núcleo mais profundo.

Se você deseja vivenciar o envolvimento do que é a fonte de criação em você, seu corpo, sua mente e sua energia precisam estar absolutamente envolvidos. Tem que ser abordado com determinado respeito e concentração.

Um dos grandes pontos negativos nos estúdios de ioga é que o professor faz asanas e fala.

Jamais falamos durante as posturas. Respiração, concentração mental e estabilidade de energia são mais importantes quando você faz os asanas.

Ao conversar, você desmorona tudo isso.

Mito 6: Preciso Mesmo de Um Estúdio de Yoga

Hoje em dia, se formos a uma grande livraria, vemos uma quantidade razoável de livros de yoga.

Parece muito simples, mas quando você o faz, você percebe que é um aspecto muito sutil. Precisa que ser realizado com perfeita compreensão e orientação adequada.

Do contrário, podemos enfrentar sérios problemas. Um livro pode inspirá-lo, mas não tem como objetivo ensinar uma prática.

O conteúdo 6 Mitos Sobre a Ioga aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

sábado, 5 de setembro de 2020

Yoga Para Acordar Bem

 

Nesse artigo de hoje você vai descobrir como despertar cada músculo do seu corpo, pra você começar o seu dia repleto de energia e preparado para o dia que vem hoje.

Se vocês gostar desse tipo de conteúdo   não se esqueçam de compartilhar nas suas redes sociais e vamos juntos espalhar o yoga mundo a fora.

Se você quiser, depois da prática podem continuar com uma meditação, o que é muito aconselhável!

Vamos começar hoje com as pernas cruzadas, da forma que for mais confortável para você. Coloque um pé na frente do outro ou as pernas cruzadas. Você vai pegar seu antebraço direito e colocar do lado direito do seu corpo e trazer seu braço esquerdo por cima da sua orelha e esticar todo o braço lá por cima, para alongar toda a lateral do seu corpo.

Se não for possível colocar o antebraço, pode colocar só a mão apoiando e criando a intenção de alongar a sua lateral.

Abra o peito

Olha lá para cima  

Inspira pelo nariz e expire bem devagar, conte até 3 espaçadamente e voltou devagar.

Agora o outro lado. Coloca o antebraço, estica lá por cima:

Inspira

Expira  

Veja se você não está caindo para frente.

Abre peito e 3, voltou!


Agora você coloca as mãos na frente dos joelhos e a gente inspira, abre o peito e joga o peito lá pra frente e a cabeça lá pra trás.

Expira  

Leva a cabeça em direção ao seu quadril, curva toda a sua coluna e deixa o corpo cair para trás.

Deixa seus braços esticados:

Inspira mais uma vez abre o peito

Expira  

Leva a cabeça em direção ao seu quadril e deixe o seu peso lá para trás mesmo pra você alongar todo o seu corpo.

Despertar todo ele e volta para o centro.

Agora a gente vai colocar a nossa perna direita à frente e gente vai trazer o nosso calcanhar direito perto do quadril esquerdo   e o nosso pé esquerdo, a gente vai trazer por fora da nossa coxa direita.

Nesse momento, vamos trazer o nosso braço direito passar por fora da coxa esquerda e o braço esquerdo a gente vai jogar lá para trás, para fazer uma torção.

Olhar lá para trás. Esse braço direito serve como uma alavanca, então ele ajuda você virar ainda mais para trás.

Então você inspira, estica a coluna, então traz o seu calcanhar esquerdo perto do seu quadril direita. O pé direito você vai colocar fora da sua coxa esquerda e no braço esquerdo vai por fora da sua coxa.

O importante é que você inspira e instiga a coluna é expiratória lá pra trás e inspira e expira verifica se você não tá caindo para trás e traz o seu braço um pouquinho mais perto de você e para sua coluna ficar alongada e conte 1, volta devagar agora.

S você acha que está intenso demais você pode ir bem debagar, pois a ideia é você abrir seu peito e tentar afastar os ombros, abria e inspire em espiral.

Agora vamos dobrar os nossos joelhos e segurar os nossos pés sentado no chão e tocando as pontas dos dedos.



quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Conheça os Oito Membros da Yoga

A jornada de oito etapas de Patanjali oferece diretrizes para uma vida cheia de sentido e propósito. Descubra esta receita de conduta moral e ética e autodisciplina.

No Yoga Sutra de Patanjali, o caminho octogonal é chamado ashtanga, que literalmente significa “oito membros” (ashta=oito, anga=membro).

Estas oito etapas servem essencialmente como diretrizes sobre como viver uma vida útil e útil.

Eles servem como receita para uma conduta moral e ética e autodisciplina; eles chamam a atenção para a saúde e nos ajudam a reconhecer os aspectos espirituais de nossa natureza.

Aproveito para te convidar a ler o meu artigo recomendando o curso de yoga online.

Yama

O primeiro membro, yama, está preocupado com os padrões éticos e o senso de integridade de cada pessoa, concentrando-se em nosso comportamento e na forma como nos comportamos na vida.

As Yamas são práticas universais que se relacionam com o que conhecemos como a regra de ouro: “Faça aos outros o que você quer que eles façam a você”.

Os cinco yamas são:

  • Ahimsa: não-violência
  • Satya: a verdade
  • Asteya: Não voe
  • Brahmacharya: a continência
  • Aparigraha: a falta de ganância

Niyama

Niyama, o segundo membro, está preocupado com a autodisciplina e as observâncias espirituais.

O comparecimento regular aos cultos do templo ou da igreja, dizer obrigado antes das refeições, desenvolver suas próprias práticas de meditação pessoal, ou fazer o hábito de fazer caminhadas contemplativas sozinho são exemplos de niyamas em prática.

Asana

Os asanas, as posturas que são praticadas como parte da ioga, são o terceiro membro. Da perspectiva da ioga, o corpo é um templo do espírito, cujo cuidado é um passo importante em nosso crescimento espiritual.

Através da prática dos asanas, desenvolvemos o hábito da disciplina e a capacidade de concentração, ambos necessários para a meditação.

Pranayama

Normalmente traduzido como controle da respiração, esta quarta etapa consiste em técnicas para controlar o processo respiratório, reconhecendo ao mesmo tempo a ligação entre a respiração, a mente e as emoções.

Como a tradução literal de pranayama, “extensão da força vital”, implica, os iogues acreditam que ela não apenas rejuvenesce o corpo, mas na verdade prolonga a própria vida.

Você pode praticar pranayama como uma técnica autocontida (ou seja, simplesmente sentar e fazer uma série de exercícios respiratórios), ou pode integrá-lo em sua rotina diária de hatha yoga.

Pratyahara

Pratyahara, o quinto membro, significa retirada ou transcendência sensorial.

É nesta fase que fazemos um esforço consciente para afastar nossa consciência do mundo exterior e dos estímulos externos. Conscientes de nossos sentidos, enquanto cultivamos o desapego deles, direcionamos nossa atenção para dentro.

A prática do pratyahara nos dá a oportunidade de recuar e olhar para nós mesmos.

Esta retirada nos permite observar objetivamente nossos desejos: hábitos que podem ser prejudiciais à nossa saúde e que podem dificultar nosso crescimento interior.

Dharana

Enquanto cada passo nos prepara para o próximo, a prática do pratyahara cria a estrutura para o dharana, ou concentração. Depois de nos livrarmos das distrações externas, agora podemos lidar com as distrações da própria mente.

Esta não é uma tarefa fácil!

Na prática da concentração, que precede a meditação, aprendemos a retardar o processo de pensamento focalizando um único objeto mental: um centro energético específico no corpo, a imagem de uma divindade, ou a repetição silenciosa de um som.

É claro que já começamos a desenvolver nossa capacidade de nos concentrarmos nas três etapas anteriores, a saber, postura, controle da respiração e retirada dos sentidos.

Em asanas e pranayama, embora estejamos atentos a nossas ações, nossa atenção viaja.

Nossa atenção muda constantemente à medida que refinamos as muitas nuances de uma determinada postura ou técnica respiratória.

Em pratyahara, nos tornamos auto-observantes; agora em dharana, concentramos nossa atenção em um único ponto. Períodos prolongados de concentração levam naturalmente à meditação.

Dhyana

Meditação ou contemplação, o sétimo estágio de ashtanga, é o fluxo ininterrupto de concentração.

Embora a concentração (dharana) e a meditação (dhyana) possam parecer ser uma e a mesma coisa, há uma fina distinção entre estas duas etapas.

Quando as práticas dharana são direcionadas à atenção, dhyana é, em última análise, um estado de consciência aguda sem concentração. Nesta etapa, a mente se torna calma e, no estado de tranqüilidade, produz poucos ou nenhuns pensamentos.

Dhyana

Meditação ou contemplação, o sétimo estágio de ashtanga, é o fluxo ininterrupto de concentração.

Embora a concentração (dharana) e a meditação (dhyana) possam parecer ser uma e a mesma coisa, há uma fina distinção entre estas duas etapas.

Quando as práticas dharana são direcionadas à atenção, dhyana é, em última análise, um estado de consciência aguda sem concentração. Nesta etapa, a mente se torna calma e, no estado de tranqüilidade, produz poucos ou nenhuns pensamentos.

A força e a resistência necessárias para alcançar este estado de quietude é bastante impressionante.

Mas não desista. Embora possa parecer uma tarefa difícil, se não impossível, lembre-se de que a ioga é um processo.

Mesmo que não alcancemos a postura de “imagem perfeita”, ou o estado ideal de consciência, nós nos beneficiamos dela em cada etapa de nossa progressão.

Samadhi

Patanjali descreve esta oitava e última etapa de ashtanga, samadhi, como um estado de êxtase. Nesta etapa, o meditador se funde com seu ponto de foco e transcende completamente o Self.

O meditador vem a perceber uma profunda conexão com o Divino, uma interconexão com todos os seres vivos. Com esta consciência vem “a paz além da compreensão”; a experiência da felicidade e da unidade com o Universo.

À primeira vista, este pode parecer um objetivo bastante elevado, do tipo “mais santo do que tu”.

No entanto, se pararmos para considerar o que realmente queremos da vida, não será que a alegria, a satisfação e a liberdade, de alguma forma, encontrem seu caminho na nossa lista de esperanças, desejos e anseios?

O que Patanjali descreveu como a conclusão do caminho do iogue é basicamente o que todos os seres humanos aspiram: a paz.

Poderíamos também refletir sobre o fato de que esta última etapa da iluminação iogica não pode ser comprada ou possuída.

Só pode ser experimentada, cujo preço é a contínua devoção do aspirante.

O conteúdo Conheça os Oito Membros da Yoga aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

terça-feira, 25 de agosto de 2020

Vídeo - Desbloqueie os Chakras

Uma Prática Para Desbloquear os Chakras

Agora que você já leu este artigo com uma compreensão básica de sua energia chakra, vamos praticar. Antes de começarmos, certifique-se de aquecer sua coluna vertebral com alguns fluxos de vacas-gato.

Também é preciso alguns momentos para sentar-se em uma posição fácil. Vire sua consciência para dentro enquanto observa as sensações de sua respiração em seu corpo.

Isto dá à sua mente um pouco de tempo para se acalmar, para que você possa se sintonizar mais facilmente com sua experiência do momento.

Nesta prática, você passará por uma série de sete posturas, cada uma com uma afirmação correspondente.

Esta progressão lhe permitirá liberar a energia de seus chakras, desde a base de sua coluna vertebral até a coroa de sua cabeça.

Ao entrar em cada pose, observe o que acontece em todas as partes de seu corpo ativadas por ela.

Em seguida, reduza gradualmente sua consciência ao que está acontecendo na área específica do chakra que você está visando. Quando você estiver centrado em seu chakra, comece a repetir a afirmação para dentro.

Você pode permanecer em cada postura o tempo que desejar. No entanto, certifique-se de estar escutando seu corpo. Se você começar a se sentir desconfortável, vá embora. Você pode colocar sua mão em seu chakra e continuar sua afirmação se não estiver pronto para passar para o próximo.

Nota: Se você tiver limitações ou problemas físicos, consulte seu provedor de saúde antes de tentar uma nova atividade física, tal como esta prática.

Chakra Raiz – Ângulo Limitante de Sede

Seu chakra raiz está localizado na base de sua coluna vertebral, na área do cóccix e do períneo. Ela influencia seu senso de segurança pessoal, assim como sua conexão com seu direito de existir e ocupar espaço neste planeta.

Este é o seu território. Quando está aberto e equilibrado, você se sente seguro, forte, enraizado e capaz de sobreviver. Quando você está desequilibrado ou bloqueado, pode se sentir sem terra, ansioso, temeroso, perdido, deprimido ou letárgico.

Ao sentar-se em um ângulo limitado, você sente a conexão entre seu períneo/cauda e o solo abaixo de você.

Aproveite a energia da terra, como se as raízes se estendessem de sua base até o chão, atraindo a energia para seu corpo. Como este é o seu chakra base, ele pode afetar o fluxo de energia para todos os outros centros de chakra. Você vai querer passar mais tempo aqui, se não se sentir enraizado.

  • Afirmação: Eu estou aqui. Agora sou eu. Eu estou seguro.

Chakra Sagrado

Seu Chakra Sagrado reside na região pélvica e na parte inferior do abdômen. Ela influencia sua criatividade, sua sexualidade, sua auto-estima e sua vontade de permitir que seu eu interior seja visível para os outros.

Quando está em equilíbrio, você se sente confortável em sua pele. Você se sente digno e confiante de que seu eu interior tem algo de valioso para contribuir com o mundo exterior.

Quando está bloqueado, você pode sentir vergonha, baixa auto-estima, nervosismo ou falta de confiança nos outros, disfunção sexual ou falta de criatividade.

Ao tomar a posição de grinalda, permita que sua respiração se desenvolva livremente em sua barriga, onde está seu centro sagrado. Isto o ajudará a liberar a energia em seu chakra.

  • Declaração: Eu sou digno. Eu sou uma obra de arte. Eu permito que meu eu interior seja visto e expresso.
como desbloquear os chakras

Chakra Plexo Solar

O chakra do plexo solar está localizado no centro do tronco, na região do diafragma. Ela influencia sua autoconfiança, sua vontade e autonomia pessoal, e seu sentimento de que você não só tem um objetivo na vida, mas que você tem o que precisa para alcançá-lo.

Quando você desbloqueia a energia em seu chakra do plexo solar, você se sente confiante, capacitado e energizado para realizar as tarefas do dia e seus maiores objetivos de vida.

Quando este chakra é bloqueado, você pode se sentir impotente, desamparado, sem rumo ou sem confiança. Você pode ter limites ruins que permitem que a energia seja roubada de seus relacionamentos.

Nota: Recentemente fiz um trabalho intensivo sobre o chakra do plexo solar e escrevi um blog inteiro sobre ele. Se você acha que esta área precisa de atenção especial, você pode ler mais sobre ela aqui.

O camelo é uma posição muito desafiadora. Você provavelmente sentirá uma onda de energia em sua coluna durante e/ou após esta postura. Por ser tão estimulante, pode ser difícil permanecer nesta posição por muito tempo.

Eu recomendo que você passe algum tempo na primeira versão do camelo ilustrado acima, conectando-se ao seu chakra do plexo solar.

Em seguida, passe para a segunda versão repetindo suas declarações. Se a versão completa do camelo o incomoda, você pode ficar na versão modificada o tempo todo.

  • Declaração: Eu tenho um objetivo neste planeta e tenho a força, a confiança e a energia vital para alcançá-lo.

Chakra do Coração – Rosa da Criança

Seu chakra cardíaco está localizado na área do peito. Ela influencia sua capacidade de experimentar e dar amor incondicional, perdão e compaixão. Não apenas para os outros, mas também para você mesmo. Quando seu chakra cardíaco está aberto, você é capaz de se abrir para os outros.

Você sente um calor, bondade e gentileza que vem naturalmente a você. Você pode ver o sofrimento por trás dos comportamentos danosos dos outros (e de você mesmo).

E porque você está conectado à energia de seu chakra do coração, você é capaz de responder com perdão e compaixão ao invés de julgamento.

Quando seu coração está bloqueado ou fechado, você se sente menos conectado a outros. Você pode ter a tendência de julgar, criticar, guardar rancores ou ter dificuldade de empatizar com o sofrimento dos outros, bem como com o seu próprio sofrimento.

A pose da criança é uma pose calmante que acessa duas energias poderosas nos chakras do coração – a de sua criança interior (possivelmente ferida) e a do arquétipo da mãe divina que ama incondicionalmente.

Em outras palavras, quando você está na pose de uma criança, você pode experimentar o conforto de uma criança recebendo amor de si mesmo. E, você pode experimentar a abertura do seu coração no amor materno, oferecendo-se amor incondicional.

O acesso a ambas as energias pode ser incrivelmente curativo e proporciona uma maneira poderosa de desbloquear a energia do seu chakra cardíaco.

  • Declaração: Eu me amo incondicionalmente. Eu abro meu coração com compaixão e amor incondicional por todos os seres.

Chakra da Garganta – Pose do Peixe

Seu chakra na garganta está, naturalmente, na sua garganta. Ela influencia sua capacidade de falar sua verdade e de encontrar as palavras certas para comunicar sua sabedoria interior.

Quando você desbloqueia a energia de seu chakra de garganta, você se sente habilitado a deixar sua voz única ser ouvida, e escolhe suas palavras sabiamente.

Se o chakra de sua garganta estiver desequilibrado, você pode achar difícil encontrar as palavras certas para comunicar seus pensamentos ou sentimentos. Você pode hesitar em falar, ou acreditar que o que você diz não importa realmente.

Em vez disso, você pode dominar conversas, achar o silêncio desconfortável ou sentir a necessidade de falar demais, muitas vezes sem considerar o impacto de suas palavras.

Ao entrar na pose de peixe, você sentirá sua garganta ser ativada quase que instantaneamente. Você pode virar seu olhar interno para cima até o terceiro olho para ajudar a conectar sua voz com sua sabedoria.

  • Afirmação: O que eu digo é importante. Eu dou voz à minha verdade e sabedoria interior.

O conteúdo Uma Prática Para Desbloquear os Chakras aparece primeiro em Yoga ou Ioga.

Energia do Chakra

Neste artigo, você aprenderá como desbloquear sua energia chakra em 7 passos simples, mas poderosos. Esta prática de 10 a 15 minutos pode ajudá-lo a desbloquear o fluxo de sua energia vital, para que você possa encontrar o equilíbrio, realizar seu maior potencial e viver de acordo com suas mais altas intenções.

A tradição iogica identifica sete centros de energia que residem em nossos corpos. Quando estes centros - ou chakras - são equilibrados e abertos, nos sentimos alinhados e completos. 

Nossas necessidades internas são atendidas e isto nos permite abrir-nos aos outros e à própria vida. Mas quando eles são bloqueados, experimentamos várias formas de resistência à vida. Sentimos uma sensação de falta, e nossa energia vital é facilmente drenada.


Embora qualquer prática de yoga possa ajudar a abrir e equilibrar seus chakras, o trabalho intencional com cada chakra individual pode ser particularmente poderoso. 

O que estou compartilhando com vocês hoje é este tipo de abordagem. Proponho uma série de sete posturas de yoga que, combinadas com poderosas afirmações, podem desbloquear a energia de seus chakras de uma maneira suave e eficaz.

Como esta prática leva apenas de dez a quinze minutos, você pode facilmente adicioná-la à sua rotina diária para manter sua energia vital fluindo dia após dia. Mas antes de chegarmos lá, vamos falar um pouco sobre o que é a energia do chakra.


O que é energia chakra?

A energia do chakra é nossa força vital, a energia da própria vida. Os chakras são sete centros de energia que são encontrados em diferentes pontos ao longo da coluna vertebral. Cada um desses centros influencia certas esferas de nossa experiência interior. 

Quando eles são equilibrados e fluem livremente com a energia vital, estamos no nosso melhor. Vivemos a vida de uma forma equilibrada e satisfatória. Mas quando um ou mais desses chakras são bloqueados ou desequilibrados, ficamos bloqueados ou desequilibrados na área ou áreas de nossa vida que correspondem ao chakra ou chakras.

Vamos explorar cada um deles com mais detalhes à medida que praticamos, mas de modo mais geral, os chakras podem afetar nosso bem-estar mental, emocional e espiritual. E bloqueios podem até aparecer no corpo, manifestando-se através de vários sintomas físicos, tais como rigidez, desconforto ou nervosismo.

Conforme a energia do chakra flui através de seu corpo, estar em sintonia com sua consciência corporal pode melhorar sua capacidade de sentir essa energia e quaisquer bloqueios que possam existir. Esta é também a razão pela qual a ioga funciona tão bem no desbloqueio da energia do chakra. A ioga é uma prática física. 

Mas mais do que isso, ele foi projetado especificamente para dobrar e torcer seu corpo para abrir espaço, aumentar a circulação e estimular e acalmar seu sistema nervoso. Se você está em harmonia com seu corpo antes, durante e depois da ioga, você pode sentir o fluxo de energia que ele libera quando você a pratica.


Como sentir a energia de seu chakra

Nem todos estão acostumados a sentir sua energia interior. Temos a tendência de passar muito tempo em nossas cabeças, prestando pouca atenção ao que está acontecendo em nosso corpo. E quando conscientizamos nossos corpos, é frequentemente para notar dores musculares, tensões e outros desconfortos. 

Ou sentimos nosso ritmo cardíaco, temperatura ou músculos envolvidos em algum tipo de movimento. Embora todas estas sejam formas úteis de se conectar com a consciência do corpo, elas são todas de natureza bruta. Com isto quero dizer que nos conectamos com a massa mais óbvia e densa de nosso corpo físico.

A energia do chakra é sutil. Para senti-lo, devemos refinar nossas percepções sensuais. Se você não tem certeza do que estou falando, pode ajudar a lembrar de uma época em que eu tomava muita cafeína. Ou, talvez, um momento em que você se sentiu sobrecarregado ou estressado. Você provavelmente sentiu um zumbido, uma energia esgotada em seu corpo. Talvez isso o tenha deixado nervoso. Notar este sentimento é um exemplo de como a energia sutil pode se sentir em seu corpo.


Qual é a sensação da energia do chakra?

À medida que você avança nesta prática para liberar sua energia do chakra, você vai querer aproveitar o que está acontecendo dentro de você sob a superfície de suas sensações físicas maiores. As sensações físicas exigirão sua atenção no início. Mas se você ficar um pouco mais na pose, repetindo sua afirmação, sua consciência do que está acontecendo com você em um nível enérgico crescerá.

A energia do chakra pode ser sentida de muitas maneiras. Algumas experiências sensoriais comuns incluem formigamento, amolecimento e calor ou frieza na área do chakra. Se você é uma pessoa mais visual, você pode ver certas cores, especialmente quando se trabalha com o terceiro olho e os chakras da coroa.

É importante notar que não há necessidade de forçar nada aqui. Se você não sente algo, isso não importa. Pode levar tempo para refinar sua consciência sobre a energia dos chakras. A postura e a afirmação terão um efeito, mesmo que não se sinta uma sensação pronunciada.


A ligação entre a respiração e a energia do chakra

No sistema iogues, a respiração é chamada prana, e é de vital importância. Prana é também a energia vital. Por mais que absorvamos oxigênio e por mais que exalemos completamente nosso dióxido de carbono, tanto prana circula em nós. 

Além disso, a respiração pode nos dar energia ou nos acalmar, dependendo de como respiramos. Os ensinamentos de yoga incluem uma variedade de pranyama, ou práticas de controle da respiração que podem ajudar a abrir e equilibrar os chakras.

Para melhorar o fluxo de energia em seus chakras durante esta prática, você precisará se concentrar em sua respiração, além de sua consciência de energia sutil. Esta é uma prática suave - adequada para iniciantes e projetada para trazer equilíbrio - por isso vamos usar um padrão de respiração simples e equilibrado.

Respire profunda e completamente durante a sessão, mantendo sua respiração lenta e estável. Combine a duração de sua inalação e exalação, expandindo e contraindo completamente seu diafragma. Em posturas onde você se sinta confortável, relaxe a barriga, permitindo que ela se expanda com seu fôlego.

Leia a continuação deste artigo aqui: https://yogaouioga.com.br/hatha/uma-pratica-para-desbloquear-os-chakras/

Melhorar a Saúde Mental e Física – O Caminho do Yoga

Inúmeras pessoas sofrem de doenças mentais, incluindo depressão, ansiedade e esquizofrenia. Muitas dessas pessoas encontram bastante dificu...